quarta-feira, 14 de março de 2012

Eu, um ególatra???


Gosto muito de observar as pessoas e seu comportamento e tenho refletido muito sobre o comportamento da nossa sociedade. Assistindo a TV e vendo alguns comentários em redes sociais vejo como as pessoas se tornaram ególatras. Primeiro EU e o resto que se "exploda". Eu me basto, a minha opinião é que importa! Concordo que não devemos viver preocupados o tempo inteiro com a opinião alheia, mas isso não quer dizer que posso viver como eu bem quiser e os outros que me aceitem como eu sou!! Primeiro EU! A minha felicidade é o que importa!!! Se fosse assim, o Apóstolo Paulo não teria nos advertido em Colossenses 4:5 "para andarmos com sabedoria com os que estão de fora." E ainda no v. 5 " que a vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um".
É claro que precisamos ter um bom testemunho, e que muitas vezes temos que abrir mão de tantas coisas em prol do outro. Nossa vida tem que ser equilibrada!
Como vivemos em função de nós mesmos... nunca vi um geração tão egocêntrica. Tudo converge para o "EU". Minha felicidade ... se D-us não fizer o que eu quero eu mudo de D-us... eu determino... vou ter filhos pra eu não ter uma velhice solitária... vou me casar pra satisfazer meus sonhos... quero ter um bom emprego para alimentar meu consumismo - casa, carro, viagens etc... Tudo pra mim!!! Não quero dizer que não devamos sonhar, que não devamos ter ambições... mas tudo deve ser com equilíbrio, com sensatez. Em Efésios 5:1-21, o Apóstolo Paulo mais uma vez nos orienta como deve ser nosso procedimento para com o próximo. A Palavra de D-us é um manual de como deve ser o nosso modo de vida. Mas infelizmente, nos deixamos contaminar por um outro estilo de vida... um estilo egocêntrico. Como temos que conviver com pessoas melindrosas, que não podem ser contrariadas, mimadas...  Se não for do jeito que querem... Pessoas que nunca abrem mão de si mesmas em favor do coletivo. Infelizmente, fomos impregnados por que nos distanciamos da Palavra da Verdade. E a Igreja do Senhor tem sido letalmente contaminada por esse pensamento, por esse estilo de vida. Pessoas que utilizam ministérios para satisfazerem seus egos muitas vezes doentes! Manipulam as pessoas para o seu bel prazer!
Isso, sem falar no consumismo exacerbado de nossa sociedade. Consomem para satisfazerem as mazelas de sua alma, como se comprar fosse um acalento! Assisti a um documentário sobre a vida na Dinamarca. Quando a apresentadora conversava com uma mulher em sua casa, ela observou que o espaço era bem clean. Não tinha amontoado de móveis, os eletrodomésticos eram os básicos, eletroeletrônicos moderados, brinquedos no quarto das crianças quase nenhum... não havia nada sobrando. Ela então, intrigada e vinda de uma sociedade altamente consumista pergunta a mulher o por que dela não ter tantas coisas em casa, e se as demais casas eram assim também, a resposta foi curta: Temos o necessário para vivermos, preferimos gastar com férias e passeios em família, investir na família é nossa prioridade. Lá também, as pessoas escolhem sua profissão de acordo com a vocação, pois os salários são iguais, então escolhem atuar na área em que melhor servem a sua comunidade. Fiquei espantada e pensativa! Como será viver assim? Como somos consumistas!!! Como somos egocêntricos!!! Viver numa sociedade a serviço do outro. Ah, e já ia me esquecendo, geralmente as pessoas doam seu tempo para quem precisa. Há um banco do tempo... Que coisa fantástica!!
Nós, como filhos de D-us deveríamos viver dessa maneira! Em Mateus 6:33 diz: "Buscai em primeiro lugar o Reino de D-us e a sua justiça, e as demais coisas (casa, comida, roupa, saúde....) vos serão acrescentadas". Afinal, temos um Pastor que zela por nós. Mas como nos preocupamos com as coisas materiais, com o futuro, com as coisas dessa terra (mais uma vez afirmo que não acho que devamos viver como néscios), e não nos preocupamos nada com o que temos cultivado para nossa vida eterna!! Como nossos valores estão invertidos! Gastamos nosso tempo e energia semeando para o aqui e o agora, como se não houvesse um amanhã! Como precisamos resgatar os valores do Reino de D-us! Como nós, Igreja do Senhor, precisamos viver o que pregamos, e pregar o que vivemos!
Que o Eterno nos ajude a viver de modo digno da vocação em que fomos chamados (Efésios 4:1).

Nenhum comentário:

Postar um comentário