sábado, 13 de agosto de 2011

Rute – Uma mulher fiel e bondosa



Observando a vida de Rute, vi algumas qualidades se destacando nessa mulher que escolheu o D-us de Israel. Rute era uma mulher viúva, que não tinha mais nenhuma perspectiva de casamento dentro da casa de Noemi (significa agradável). Noemi era uma mulher temente a D-us e provavelmente de fácil trato. Rute, que teve a oportunidade de trilhar o seu próprio caminho, escolheu seguir atrelada a sua sogra, e ao seu D-us. Diferentemente de Eva, que ao dar ouvido a serpente quis trilhar o caminho da individualidade, Rute escolheu o caminho da unidade.  
Vemos que algumas características se ressaltam na vida de Rute. Gostaria de destacar algumas.
1.       Rute era uma mulher fiel – Rt. 1:16-17 – fidelidade é uma qualidade que está se tornando rara em nossa sociedade atual. Vemos pessoas que abandonam suas famílias, seus casamentos, e até mesmo seu D-us quando essas coisas não satisfazem seus objetivos. A fidelidade a D-us fica comprometida quando o Senhor não satisfaz seus desejos. Tenho visto pessoas ficando “de mal” de D-us pelos mais variados e fúteis motivos. Esquecem-se que a fidelidade é a nossa fé em prática. (falar um pouco sobre o significado da fé em hebraico – emunah).
2.       Rute era uma mulher bondosa (piedosa) – racham as boas ações de Rute chamaram a atenção de Boaz – Rt.2:10-13. Nossas boas ações devem permear nossa vida cotidiana. Boas ações não devem ser atos isolados, mas um modo de vida. Nós, servas do Senhor, devemos ter a bondade ou piedade como nosso adorno. Não devemos nos esquecer que amar ao próximo como a nós mesmos é o maior dos mandamentos. O amor ao próximo muitas vezes exige renúncia de nossas vontades. Vivemos em um mundo egoísta (olha para nós) e indiferente (não percebe o outro). Temos diariamente oportunidade de expressarmos nossa bondade nos mais diversos seguimentos de nossa vida. Não podemos separar vida secular de vida espiritual. Nossa vida é um todo (falar um pouco sobre isso)
3.        Rute era uma mulher persistente  - Rute ficou firme em seu pacto com sua sogra, mesmo diante das situações mais adversas. Rute tinha que colher o que sobrava no campo  para que pudesse se manter e também a sua sogra. Ela o tempo todo pensava em Noemi (Rt. 2:18) Naquele momento, ela poderia pensar em voltar atrás no seu pacto, mas não, ela permaneceu firme até que veio a sua vitória. Quantas de nós diante das situações adversas nos desanimamos? Quantas até mesmo abandonam sua fé? Seu D-us. As adversidades fazem parte de nosso crescimento. Jesus nunca nos prometeu uma vida de “mar de rosas” (João 16:33). Hoje em dia o Evangelho que tem sido pregado é um pseudo evangelho de facilidades. Jesus afirma várias vezes  que aquele que perseverar até o fim será salvo – Mt.24:13; Mc. 13:13; Mt. 10:22.
4.       Rute era não era uma mulher ambiciosa – Rute era descendente dos moabitas. Os moabitas eram um povo originário do incesto de Ló com uma de suas filhas. Ló foi um homem extremamente ambicioso, que renunciou ao seu tio Abraão e ao D-us de seu tio. Ele escolheu as planícies de Sodoma por serem mais férteis, visou as riquezas e abriu mão de D-us. (discorrer um pouco sobre esse assunto). Já Rute, abriu mão de voltar para a casa de sua parentela, para seguir com sua sogra, sem saber que futuro as aguardava.Rute decidiu fazer justamente o inverso do que Ló fez.  Noemi resolveu voltar para sua terra de origem – Beit-lechem (casa do Pão) e Rute a seguiu, mesmo sem saber o que a aguardava numa terra que não era a sua. Ela era uma estrangeira que se converteu ao D-us de Israe.Lé encontra Boaz. Este foi um resgatador para Rute e consequentemente para Noemi. Rute decidiu confiar no D-us de sua sogra, e foi obediente a ela. Na verdade Rute foi feita filha de Noemi. Por seu desprendimento, por suas escolhas acertas e por sua perseverança, Rute foi presenteada fazendo parte da genealogia do Rei Davi, e consequentemente de Jesus. Uma gentia agora faz parte da linhagem sacerdotal. Eles se estabeleceram no local aonde séculos mais tarde nasceria o Salvador – Yeshua Hamashiach. Que história inspiradora!!
Como mulheres de D-us não podemos perder de vista essas qualidades que levaram Rute a ter uma vida abençoada – bem-sucedida e próspera!!! Que este exemplo possa permear nossa vida a cada dia!!
Que o Senhor nos ajude nessa nossa caminhada, como mulheres sábias que edificam a sua casa!! – Pv. 14:1   

Nenhum comentário:

Postar um comentário