sábado, 8 de janeiro de 2011

Reflexões....


"Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."
Cora CoralinaLendo esse poema de Cora Coralina, gostaria de começar a minha primeira postagem do ano refletindo sobre a vida. A vida é feita de coisas simples... e por que nos rendemos a arte de complicar o que por si só é simplesSempre estamos correndo atrás de coisas materiais, e nos esquecemos de desfrutar as coisas que realmente tem valor. Por que não nos assentamos mais à mesa, nas horas de refeição junto com nossos queridos, agradecemos ao Senhor pela comida e repartimos deliciosos momentos de descontração simplesmente desfrutando da companhia e pensamentos de nossos queridos? Por que trocamos momentos de brincadeiras com nossos filhos por horas a fio na frente da TV ou do computador? Cada vez mais as pessoas se distanciam umas das outras. Até mesmo nossas famílias tem sido afetadas por essa síndrome da indiferença. São filhos chegando em casa e se trancando em seus quartos confortáveis ao invés de uma boa conversa em família. Os pais simplesmente desconhecem seus filhos adolescentes. Os idosos não são honrados da maneira como deveriam. Aliás os mais jovens sempre acham que eles são ultrapassados com suas idéias retrógradas... Com nossos amigos mantemos uma relação virtual... recados pelo computador ou celular... Já não nos importamos com o próximo. Não sabemos chorar junto com quem está chorando, nos alegrar com aquele que se alegra. Não sabemos repartir o pão com o necessitado... Não sabemos dar uma palavra certa a quem precisa de ouvi-la naquele momento... Não sabemos desfrutar de um por-do-sol e agradecer a   D-us pelo simples fato de estarmos vivos... Só valorizamos algo quando perdemos, mas daí já é tarde.... Não sabemos ficar sem fazer nada, desfrutando de bons momentos de "preguiça", achamos que é perda de tempo, e enquanto "perdemos tempo" há alguém que está passando a nossa frente. Aliás outra coisa marcante em nossa geração é a competitividade exarcebada que toma conta de nós. Nos achamos o tempo todo competindo com alguém, não olhamos o outro como nosso próximo e que devemos amá-lo. Aliás criar laços não é um traço de nossa geração.Que neste ano possamos valorizar o simples. Pequenos gestos... pequenas atitudes.. pequenos mimos.. desfrutar de coisas simples.. pequenos "prazeres"... Viva o simples!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário