sexta-feira, 5 de novembro de 2010

E o amor acabou se esfriando....

Ultimamente tenho pensado muito sobre a falta de amor no mundo.... Quando assisto os noticiários um medo toma conta de mim... uma sensação de impotência... impunidade... Até quando vamos ter que ouvir certas notícias? A falta de amor tomou conta do mundo!!!! Me espantei quando essa semana, em um dos principais telejornais, ouvi a notícia de um homem que encontrou um dinheiro numa pasta com algumas contas a pagar. O homem pagou as contas e ainda foi atrás do endereço da pessoa que havia perdido e devolveu tudo pago. Agora a honestidade virou notícia. Algo que deveria fazer parte de nossa vida cotidiana está virando manchete de jornais. A que ponto chegamos???
Mas, como o próprio Mestre Jesus já havia predito em Mateus 24:12 "por causa da iniquidade, o amor de muitos esfriaria". E é o que temos visto.O amor ao próximo se esfriou...As famílias estão cada vez se desfazendo com maior facilidade, pais se voltando contra filhos e filhos contra pais, amigos contra amigos; a vida perdeu o valor! E estive pensando por que?? Logo hoje em dia que temos acesso a tecnologia, como em nenhuma época, tantas facilidades, velocidade de informações, essas coisas não deveriam ser usadas para o bem, para nos tornarmos melhores? Mas parece que também nunca ouvimos tantas atrocidades como agora.
Mas em minhas reflexões cheguei a uma conclusão: o homem tem se afastado cada vez mais de Jesus!! Jesus é a maior manifestação do Amor de D'us!!! Na busca desenfreada pela satisfação do ego, o homem tem se afastado do Senhor... e o que é mais triste é que na maioria das vezes pensa que está "servindo" o Senhor e o Seu Reino. Que engano!! Agora, também entendo, o que Jesus queria dizer que surgiriam falsos cristos.... quando pensamos nisso, logo achamos que são pessoas que se intitulariam "Cristo". Mas hoje, no meio da Igreja de Cristo, temos muitas pessoas seguindo falsos cristos. Cristos que elas próprias criam para a satisfação do seu bel prazer...Uma concepção de Cristo, que não é verdadeira, mas que se adequa a sua realidade pessoal! E com isso, vão se distanciando do Autor da Vida, o doador do Amor.
Com essa visão, hoje entendo perfeitamente o amor se esfriando... quanto mais distantes do Doador do Amor, mas nos distanciamos do verdadeiro amor! O amor descrito em 1ªCoríntios 13 - O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.O amor nunca falha!! Esse é o verdadeiro amor!! Não esse amor egoísta, que temos visto hoje. É um amor comprometido, persistente, desinteressado! Um amor no qual nosso foco é o outro - o alvo de nosso amor!!!
Como precisamos aprender sobre o Amor!! Assim, não o deixaríamos esfriar dessa forma tão leviana e homicida como temos visto em nossos dias. 
Que o Autor do Amor nos ensine, através do Seu Espírito a amar!!! 

Um comentário:

  1. Pois é amiga...entendo que a falta de amor está na falta do olhar para o outro. Li também seu texto sobre o "príncipe que virou sapo", que aliás ficou ótimo, é bem o que nós estamos vivendo hoje em dia. E vejo também a falta deste olhar para o outro em relacionamento íntimos, como o casamento. A verdade é que não sabemos amar.
    Lévinas,um filósofo judeu,fundamentou sua filosofia na bíblia. E afirmou a necessidade urgente de "voltarmos as coisas mesmas", na verdade é uma volta para o outro, um olhar para o outro. Trata-se de partir do eu, ou seja,da minha individualidade egoísta,para o outro.
    "É no face-a-face humano que irrompe todo o sentido. É diante do rosto do Outro que o sujeito dá conta que é um ser responsável. O Outro é alteridade, que não é um simples inverso da identidade, mas a incorporação de um Outro no Si-próprio sem resistência."

    Amar é reconhecer o outro e ter responsabilidade para com este. Nessa relação não devo esperar reciprocidade, eu faço minha parte independentemente da reação do outro.Lévinas chama este outro de "rosto". Olha que incrível! E como se olhássemos para o próximo e enchergáseemos a nós mesmos. Aí entra aquele versículo: ama o próximo como a ti mesmo.
    Precisamos sair desta mentalidade "time is money, oh yeah!", pararmos de pensar no ter, no meu e no agora, e sensibilizarmos nosso olhar para as necessidades do outro. Fazer o outro feliz! Isso não é perda de tempo, é viver o evangelho.
    Bom então é isso. Lindo texto!
    Muito bom poder sair da minha zona de confrto e refletir com você.
    Nos vemos em breve!
    Inté...

    Suzi

    ResponderExcluir