segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Saudade

Por Selma  Sant'Anna
Saudade intensa saudade,
que me domina, angustia, e me fascina.
Quero ver-te... Não posso.
Sentir-te eu desejo, não te quero.
Meu coração grita e palpita.
E saudade...
Que me domina, angustia e me fascina.
Saudades do adolescente sagaz,
E inocente.
Desse amor, que fim não tem.
Saudade do amor, saudade da dor,
Que um dia eu senti,
Estando tão perto,
Tão longe de mim.
Saudade que vem e que passa.
Que me sufoca num véu de fumaça.  
É saudade...
Saudades de mim,
ou saudades de ti.
Por que... Eu sou você,
E não posso fugir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário