quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Veredas Antigas....


Estive observando comentários durante esses dias, e pensando... por que as pessoas tem tanto medo de seu passado? Por que as pessoas, quando "encontram o novo" desprezam o antigo?
E bem verdade, que em uma sociedade "descartável" e "fast" como a de nossos dias, valorizar o antigo é ser antiquado... mas nos esquecemos de que somos fruto de nosso passado, com seus erros e acertos!! Toda nossa "bagagem" nos acompanha... me assusta, nas igrejas modernas por exemplo, o pavor que principalmente os jovens tem do "tradicional". On lê-se tradicional, leia-se antigo... As igrejas e consequentemente as pessoas que nelas congregam sempre estão à caça de novos moveres, e como fazemos parte da sociedade descartável, logo aquele novo mover, passará a ser antigo, velho e antiquado e logo nos cansamos daquilo. Se apenas nos cansássemos seria ótimo, mas geralmente, passamos a abominar o antigo com todas as nossas forças, como se tudo que aprendemos, tudo que nos foi acrescentado nessa experiência, não fizesse parte de nós agora e de alguma forma nos construisse para o futuro, que este sim é importante.
Há ditados populares que expressam bem essa idéia. "Quem vive de passado é museu" ou "Quem gosta de coisa velha é traça". No meio cristão, sempre estão dizendo que D'us lançou o nosso passado no mar do esquecimento. Mas a Palavra de D'us diz que: "Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas iniquidades, e tu lançaras todos os seus PECADOS nas profundezas do mar" Miquéias 7:19 . Obviamente que no texto citado, pecados e passado não são palavras sinônimas. Não estou dizendo com isso, que pessoas que tem um passado pecaminoso ou sofrido devem se orgulhar disso, mas não devem desprezar tudo o que sofreram ou passaram, pois tudo isto faz parte da sua história de superação!!
Em muitas sociedades, os idosos são tidos na mais alta consideração, como sábios conselheiros. Infelizmente, em nossa sociedade ocidental estamos começando a resgatar isso agora, a passos bem lentos. Desprezamos nossos idosos... enquanto eles deveriam ser ouvidos, cuidados e honrados! Desprezamos, porque os achamos, muitas vezes, antiquados e incapazes de "evoluirem" na mesma velocidade que os mais jovens, mais dificeis de acietarem o novo, que tanto os jovens correm atrás. Há até uma difiuldade de rotina nas família, pois senão caem em tédio e isso acarretaria outros problemas familiares. 
O Senhor, nas Sagradas Escrituras, sempre está relembrando o Seu povo do passado, de como Ele tirou e cuidou deles com Sua Forte Mão. Mas, deveríamos nos lembrar do que o Profeta Jeremias diz em seu livro no cap.6 verso 16: " Assim diz o Senhor: ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para vossas almas... " 
Assim, não devemos desprezar nosso passado. Devemos valorizá-lo, e se temos uma nova chance mais gratos ainda devemos ficar, não nos esquecendo do que aprendemos no passado, das lições que tiramos das diversas situações em que vivemos, pois nesse caminho percorrido, chegamos aonde estamos hoje!!! E lembremos nos sempre: O presente de hoje será o passado de amanhã!!!
Por Claudia Vilaça Sarmento

Nenhum comentário:

Postar um comentário