quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Parashá Vaiêtse - E ele saiu




A porção semanal : Gn 28:10-32:2; Os.11:7-14:9; Jo.1:19-51


A reflexão de hoje, é em Gn. 30:14 a 30:27


14 E foi Rúben nos dias da ceifa do trigo, e achou mandrágoras no campo. E trouxe-as a Lia sua mãe. Então disse Raquel a Lia: Ora dá-me das mandrágoras de teu filho.
15 E ela lhe disse: É já pouco que hajas tomado o meu marido, tomarás também as mandrágoras do meu filho? Então disse Raquel: Por isso ele se deitará contigo esta noite pelas mandrágoras de teu filho.
16 Vindo, pois, Jacó à tarde do campo, saiu-lhe Lia ao encontro, e disse: A mim possuirás, esta noite, porque certamente te aluguei com as mandrágoras do meu filho. E deitou-se com ela aquela noite.
17 E ouviu Deus a Lia, e concebeu, e deu à luz um quinto filho.
18Então disse Lia: Deus me tem dado o meu galardão, pois tenho dado minha serva ao meu marido. E chamou-lhe Issacar.
19 E Lia concebeu outra vez, e deu a Jacó um sexto filho.
20 E disse Lia: Deus me deu uma boa dádiva; desta vez morará o meu marido comigo, porque lhe tenho dado seis filhos. E chamou-lhe Zebulom.
21 E depois teve uma filha, e chamou-lhe Diná.
22 E lembrou-se Deus de Raquel; e Deus a ouviu, e abriu a sua madre.
23E ela concebeu, e deu à luz um filho, e disse: Tirou-me Deus a minha vergonha.
24 E chamou-lhe José, dizendo: O SENHOR me acrescente outro filho.
25 E aconteceu que, como Raquel deu à luz a José, disse Jacó a Labão: Deixa-me ir, que me vá ao meu lugar, e à minha terra.
26 Dá-me as minhas mulheres, e os meus filhos, pelas quais te tenho servido, e ir-me-ei; pois tu sabes o serviço que te tenho feito.
27 Então lhe disse Labão: Se agora tenho achado graça em teus olhos, fica comigo. Tenho experimentado que o SENHOR me abençoou por amor de ti.


Reflexão:

1. O ciúme não nos permite viver em paz, aumentando a sensação de abandono. Léa se sentia abandonada por Jacó, e provocava na irmã ciúmes, pois ela tinha filhos e sua irmã não. Este é um sentimento que devemos estar sempre nos policiando para que não tome conta de nós em nosso dia-a-dia, pois são muitas as situações que nos empurram para o ciúme.

2. Devemos ter em mente que pensar e agir no bem do próximo, ajuda a resolver os nossos próprios problemas.

3. Labão percebeu que desde que Jacó começou a trabalhar para ele, houve muita prosperidade em sua casa. Nós deveos também reconhecer que nem sempre conseguimos as coisas por méritos próprios, mas sim através da ajuda dos que estão ao nosso redor.


Devo ensinar aos meus filhos que....

Quando eles souberem que alguém está precisando de algo, devem fazer sempre o possível para ajudar a essa pessoa, não importando se receberão ou não algo em troca.

Eles devem reconhecer que nem tudo o que possuem, vem por seu próprio mérito, mas muitas vezes vem, através de pessoas que colaboram com eles, então estejam sempre gratos ao próximo.


Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado - Tiago 4:17

















Nenhum comentário:

Postar um comentário