terça-feira, 18 de novembro de 2014

O que fazer com meu tempo???



Todo mundo já desperdiçou um minuto, uma hora ou um dia e depois se arrependeu. Deus nos dá vinte e quatro horas todos os dias, mas alguns administram melhor o tempo do que outros. Se quisermos realizar algo, nunca encontraremos tempo, temos que fazer o tempo!! Mas afinal, como posso controlar meu tempo??
Acredito, que devemos priorizar as atividades durante o dia. Liste o que você precisa fazer. Dizem os especialistas que listas de "o que fazer" tranquilizam a mente. O ideal é que não seja apenas um planejamento mental, o ideal é ter uma lista na agenda, no celular, no tablet ou numa cadernetinha. Organizar o dia é fundamental para evitar a perda de tempo. Nessa lista priorize as atividades; das mais importantes para as que não são tão importantes.
Outra dica e começar por aquelas que são prioritárias. Para os desorganizados de plantão seguir a lista será um martírio... mas se programar para o dia evita a perda de tempo!
Cuidado com os ladrões de tempo - redes sociais, televisão estão entre os maiores vilões. Cortar drasticamente essas atividades é um erro, pois com o tempo a pessoa não conseguirá levar adiante a "determinação" de não mais perder tempo. O ideal é que comece reduzindo o tempo gasto com essas atividades.
E finalmente, devemos pedir ao Senhor que nos dê sabedoria para administrar nosso tempo de forma agradável a Ele. Dizemos que tudo o que temos e somos é do Senhor, isso inclui o tempo!  Devemos nos lembrar do que diz a Palavra do Senhor em Eclesiastes 3:1 - Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.


quarta-feira, 28 de março de 2012

Buscai em primeiro lugar....

Estava meditando no texto do Evangelho de Mateus, cap. 6, texto no qual está inserida a oração do Pai Nosso. A oração que nos é ensinada contém todos os ingredientes necessários a nossa vida nessa terra - em primeiro lugar vem o Senhor, a Quem devemos amar sobre todas as coisas; logo em seguida vem o estabelecimento do Reino de D-us na terra, e para tanto devemos nos manter santos (separados) para que possamos ser usados por Ele nessa Missão. Daí vem o pão nosso de cada dia dá-nos hoje, isto quer dizer o alimento necessário para o dia de hoje, para o agora! Em seguida temos que reconhecer os nossos erros e nos arrepender, e que nós demos a mesma chance ao nosso próximo, perdoando a ele também. Pedimos que o Senhor nos livre da tentação e amén!
Fiquei pensando.... por que andamos tão ansiosos com o nosso amanhã? Por que passamos o nosso dia correndo atrás dos nossos próprios interesses, para que possamos não só suprir as nossas necessidades, mas também para mantermos o nosso luxo?
Continuando o texto, vemos que no verso 33 o autor nos adverte a buscarmos em primeiro lugar o Reino de D-us e a sua justiça, e as demais coisas nos serão dadas? Essas demais coisas são aquelas necessárias para suprirem a nossa necessidade. Na versão da Bíblia Judaica o texto fica assim: " Portanto, não fiquem ansiosos perguntando: O que comeremos? O que beberemos? Como nos vestiremos? Porque os pagãos colocam o coração em todas essas coisas. Seu Pai celestial sabe que vocês precisam de todas elas. Entretanto, busquem em primeiro lugar seu Reino e sua justiça, e todas estas coisas também lhes serão acrescentadas. Não se preocupem com o amanhã - o amanhã se preocupará consigo mesmo!"  O Senhor sabe muito bem das nossas necessidades, então por que vivemos correndo e gastando nossa energia com coisas que o Senhor vai nos suprir? Não estou dizendo aqui para ficarmos sentados em casa esperando o pão cair do céu. Não é isso! O que quero dizer é que empregamos o nosso tempo fazendo coisas, acumulando coisas para nós mesmos o tempo inteiro! A nossa preocupação é somente com o nosso bem-estar! Se compramos um laptop, já estamos nos programando para termos um Ipad... Se compramos uma roupa, já estamos pensando na próxima, no sapato e por aí vai...
Ensinamos aos nossos filhos que ter é melhor que ser! Não gastamos tempo de qualidade com eles porque sempre estamos envolvidos em fazer coisas, em trabalhar mais para termos mais dinheiro para compararmos mais coisas que "nos trarão mais conforto". Que tipo de vida é essa? A maioria de nós trabalha para pagar as dívidas... Que triste!
Enquanto corremos atrás de "coisas" o amor vai se esfriando... O mundo está mais frio, basta ligarmos nossas TVs e acompanharmos as notícias. Como a violência tem aumentado! Deveríamos confiar mais no nosso D-us e estarmos nos ocupando de realmente juntarmos nosso tesouro no lugar certo, aonde a traça e a ferrugem não o consomem, e onde os ladrões não podem roubá-lo! Nesse mesmo texto no verso 21 diz que aonde está a nossa riqueza ali também está o nosso coração! Que usemos aquilo que o Senhor nos tem dado, para estarmos expandindo o Seu Reino aqui nessa terra, trazendo a Justiça do Senhor aos homens! E as demais coisas nos serão acrescentadas!
Tenham um dia abençoado e próspero!!
Nishkot
Claudia

quarta-feira, 21 de março de 2012

Fogueira das vaidades



Até agora não quis comentar com ninguém sobre a reportagem do último domingo que a Record exibiu contra um líder religioso. Um outro líder se pronunciou dizendo que era o sujo falando do mal lavado... Mas, é perigoso externalizar opiniões aonde os sujos e os mal lavados se misturam. A vítima, se diz injustiçada, mas mesmo assim será investigada. E assim a máquina da roupa suja vai batendo!
Na verdade o único que fica fora da roupa suja é o Evangelho de Cristo, que vai sendo cada vez mais enlameado, vituperado, escarnecido e queimado na fogueira das vaidades!! Aqui o ponto em questão é a audiência de seus auditórios. Animadores, não ousaria chamá-los pastores, pois que nome daria a quem briga por audiência? Continuando, esses animadores fazem malabarismos assombrosos na ânsia de captar adeptos, prontos a sustentarem seus luxos e vaidades. Expor as práticas anti-bíblicas realizadas nesses auditórios, que ousam chamar igreja, isso ninguém se preocupa em fazer. Um sincretismo religioso descarado praticado em nome de sei lá o que... e ousam ainda dizer que o nome de Jesus tem sido glorificado. Ah sim, na dita reportagem de domingo passado, o nome de Jesus foi glorificadíssimo! Mas, o que mais me enfurece nessa miscelânea toda é que ainda se dizem perseguidos por causa do Evangelho. Fico imaginando os cristãos dos países perseguidos ouvindo uma coisa dessas. E o que diria o Pr. Youssef Nardarkhani que está preso, prestes as ser executado por não negar sua fé em Cristo. Coisa esquizofrênica!!! 
Isso me faz lembrar uma igreja citada no livro de Apocalipse - Laodicéia.(Ap. 3: 14-22). Igreja morna, que nem é fria, nem quente. Se acha rica, abastada, poderosa. Igreja que faz milagres em nome de Jesus. Mas o interessante é que o próprio Jesus está do lado de fora, batendo esperando alguém abrir (Ap. 3:20). O Senhor da Igreja, do lado de fora... Os egos são tão inflados que trazem cegueira espiritual, ao ponto de acharem que são ricos, mas não passam de miseráveis, pobres, cegos e nus. Li numa tradução que são deploráveis. Amei! Realmente são deploráveis. A situação é deplorável. Esquecem-se das Palavras do Mestre em Mateus 7:21-23   Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade. 

O texto é claro! Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor entrará no Reino dos Céus. Há alguma dificuldade em entender isso? Pelo fruto se conhece a árvore. No Reino de D-us, as coisas são simples e claras! O Senhor não irá abrir exceção á ninguém. Ou acha o caminho do arrependimento e trilha por ele ou não há acordo. D-us não é um D-us de metades!! O que mais me espanta nisso tudo, sim ainda me espanto, é que o temor ao D-us de Israel se foi há muito tempo. Vejo os chamados evangélicos se dividirem cada vez mais. A unidade da Igreja do Senhor só poderá ser alcançada, no dia em que aquilo que nos une for mais forte do que aquilo que nos separa. Andar em unidade é isso - podemos não concordar em tudo, mas o que nos une basta para que caminhemos na mesma direção. Fomos comprados pelo mesmo preço - o Sangue de Cristo na Cruz do Calvário! Embora nem merecêssemos, D-us nos amou assim! O apóstolo Paulo declara que nossas obras são comparadas a "trapos de imundície". Nada que façamos nos faz merecedores da Graça de D-us que de forma tão sublime nos alcançou! O fruto que produzimos deve ser resultado da vida de Cristo em nós. 
Infelizmente, a fogueira das vaidades arde! Mas que o Senhor tenha misericórdia da Sua Igreja, sim, a Igreja é Dele, e que encontremos novamente o caminho do Primeiro Amor!!! Que possamos ouvir a voz do Espírito de D-us!!!
Toda a Honra e Glória ao Nome do Eterno D-us de Israel!!

quarta-feira, 14 de março de 2012

Eu, um ególatra???


Gosto muito de observar as pessoas e seu comportamento e tenho refletido muito sobre o comportamento da nossa sociedade. Assistindo a TV e vendo alguns comentários em redes sociais vejo como as pessoas se tornaram ególatras. Primeiro EU e o resto que se "exploda". Eu me basto, a minha opinião é que importa! Concordo que não devemos viver preocupados o tempo inteiro com a opinião alheia, mas isso não quer dizer que posso viver como eu bem quiser e os outros que me aceitem como eu sou!! Primeiro EU! A minha felicidade é o que importa!!! Se fosse assim, o Apóstolo Paulo não teria nos advertido em Colossenses 4:5 "para andarmos com sabedoria com os que estão de fora." E ainda no v. 5 " que a vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um".
É claro que precisamos ter um bom testemunho, e que muitas vezes temos que abrir mão de tantas coisas em prol do outro. Nossa vida tem que ser equilibrada!
Como vivemos em função de nós mesmos... nunca vi um geração tão egocêntrica. Tudo converge para o "EU". Minha felicidade ... se D-us não fizer o que eu quero eu mudo de D-us... eu determino... vou ter filhos pra eu não ter uma velhice solitária... vou me casar pra satisfazer meus sonhos... quero ter um bom emprego para alimentar meu consumismo - casa, carro, viagens etc... Tudo pra mim!!! Não quero dizer que não devamos sonhar, que não devamos ter ambições... mas tudo deve ser com equilíbrio, com sensatez. Em Efésios 5:1-21, o Apóstolo Paulo mais uma vez nos orienta como deve ser nosso procedimento para com o próximo. A Palavra de D-us é um manual de como deve ser o nosso modo de vida. Mas infelizmente, nos deixamos contaminar por um outro estilo de vida... um estilo egocêntrico. Como temos que conviver com pessoas melindrosas, que não podem ser contrariadas, mimadas...  Se não for do jeito que querem... Pessoas que nunca abrem mão de si mesmas em favor do coletivo. Infelizmente, fomos impregnados por que nos distanciamos da Palavra da Verdade. E a Igreja do Senhor tem sido letalmente contaminada por esse pensamento, por esse estilo de vida. Pessoas que utilizam ministérios para satisfazerem seus egos muitas vezes doentes! Manipulam as pessoas para o seu bel prazer!
Isso, sem falar no consumismo exacerbado de nossa sociedade. Consomem para satisfazerem as mazelas de sua alma, como se comprar fosse um acalento! Assisti a um documentário sobre a vida na Dinamarca. Quando a apresentadora conversava com uma mulher em sua casa, ela observou que o espaço era bem clean. Não tinha amontoado de móveis, os eletrodomésticos eram os básicos, eletroeletrônicos moderados, brinquedos no quarto das crianças quase nenhum... não havia nada sobrando. Ela então, intrigada e vinda de uma sociedade altamente consumista pergunta a mulher o por que dela não ter tantas coisas em casa, e se as demais casas eram assim também, a resposta foi curta: Temos o necessário para vivermos, preferimos gastar com férias e passeios em família, investir na família é nossa prioridade. Lá também, as pessoas escolhem sua profissão de acordo com a vocação, pois os salários são iguais, então escolhem atuar na área em que melhor servem a sua comunidade. Fiquei espantada e pensativa! Como será viver assim? Como somos consumistas!!! Como somos egocêntricos!!! Viver numa sociedade a serviço do outro. Ah, e já ia me esquecendo, geralmente as pessoas doam seu tempo para quem precisa. Há um banco do tempo... Que coisa fantástica!!
Nós, como filhos de D-us deveríamos viver dessa maneira! Em Mateus 6:33 diz: "Buscai em primeiro lugar o Reino de D-us e a sua justiça, e as demais coisas (casa, comida, roupa, saúde....) vos serão acrescentadas". Afinal, temos um Pastor que zela por nós. Mas como nos preocupamos com as coisas materiais, com o futuro, com as coisas dessa terra (mais uma vez afirmo que não acho que devamos viver como néscios), e não nos preocupamos nada com o que temos cultivado para nossa vida eterna!! Como nossos valores estão invertidos! Gastamos nosso tempo e energia semeando para o aqui e o agora, como se não houvesse um amanhã! Como precisamos resgatar os valores do Reino de D-us! Como nós, Igreja do Senhor, precisamos viver o que pregamos, e pregar o que vivemos!
Que o Eterno nos ajude a viver de modo digno da vocação em que fomos chamados (Efésios 4:1).

terça-feira, 6 de março de 2012

Que eu diminua...


Desde domingo estou meditando no texto de 2ª Crônicas 26, que conta a história de um dos grandes Reis de Israel, Uzias. O Rei Uzias começou o seu reinado com muita dependência do Senhor, por isso prosperou. Prosperou tanto que sua fama correu por muitos lugares. MAS, quando ele havia se fortificado, exaltou-se o seu coração até se corromper, e transgrediu contra o Senhor seu D-us (v.16). Que tristeza, um homem que começou tão bem, teve o seu coração corrompido pelo orgulho, pela altivez. Sua auto-imagem inflou tanto, que ele já não se via, mas via a imagem que ele concebeu de si mesmo.
Em Provérbios 16:18, o sábio Rei Salomão escreveu: "A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda". Acho que muitos homens não se atentam a essas sábias palavras. Hoje em dia temos visto pessoas com egos tão inflados, que até começaram bem, mas se deixaram corromper pelo seu orgulho, pela sua altivez, que perderam de vez toda a unção de D-us sobre suas vidas. Pessoas que tem usado sua posição de liderança para satisfazerem seus egos insaciáveis, usam as pessoas, usam o nome de D-us para satisfazerem a si próprias. Uma verdadeira egolatria!!! Mas não, não somos idólatras!! Conversávamos sobre isso, em nosso estudo bíblico, quando fomos confrontados com o real motivo pelo qual servimos a D-us. Será que O servimos para que sejamos abençoados? Será que O servimos para que não nos venha mal nenhum? Para ficarmos livres de doenças? Para sermos mais ricos? Quais são as nossas motivações em servir a D-us? Talvez medo do castigo eterno.... A nossa verdadeira motivação deveria somente ser uma só - o fato de ELE SER D-US! O fato de nós termos nos corrompido e nos separado Dele! Não por nossa causa, mas por causa Dele! Quando nosso ego infla, quando achamos que somos alguma coisa, estamos em ruína! Fora de Cristo não somos NADA! Por melhor que sejamos, por mais caridosos que sejamos, por mais corretos que sejamos, fora Dele não somos nada! Quando achamos que somos alguma coisa, é porque já descemos da cruz de Cristo, e estamos caminhando com as próprias pernas. Aliás, um pecado bastante antigo, querer ser como D-us - independência total. O apóstolo Paulo em Gálatas 6:14, adotou uma prática, que deveria ser adotada por nós, filhos de D-us: " Mas, longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo". Em nós mesmos, não achamos nada! Devemos estar escondidos a cada dia na cruz de Cristo, só ela pode nos livrar de nós mesmos, só através dela podemos nos enxergar como realmente somos!
A D-us toda a honra e toda a Glória!!!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Um desabafo

Tomei a liberdade de postar esse texto do meu amigo João, pois além de achá-lo fantástico, expressa exatamente o tamanho da minha revolta também! Quem pode fazer alguma coisa pelo povo é o próprio povo, lembrando que vivemos em um regime democrático.

Por João Domingos Batiston Bimbato
Quem mora no DF tem vontade de fugir. O lugar é uma piada pronta, mas de muito mau gosto. Com tudo o que acontece nesse fim de mundo, que, note-se, poderia ser um modelo de sociedade, eu só tendo mesmo a constatar o seguinte: o GDF, se não o Estado brasileiro, tem um plano para exterminar toda a população brasiliense, ou brasileira.

Começa pelo básico, a educação. As escolas públicas de Brasília, à exceção de muito poucas, são vergonhosas. Os alunos não têm condições físicas nem pedagógicas de aprender alguma coisa. Primeiramente, porque, nem em casa, eles têm o que comer. Aí vão para a escola. Chegando lá, algum safado roubou o dinheiro da merenda. Sem muito o que fazer, a criança é mandada para uma sala de aula, mas cadê a carteira? O bravo professor escreve numa lousa que está caindo aos pedaços, mas os livros dos alunos não foram distribuídos pela Secretaria de Educação.

Depois vem o trânsito. Os sortudos (sim, no caso do DF são sortudos) que não precisam usar os ônibus nojentos e vagabundos, pois têm um carro, ficam parados horas a fio em um trânsito que não anda. Os que recorrem, por motivos econômicos ou ideológicos ao transporte público, se vêem esmagados dentro de verdadeiras latas de sardinha, tomando cuidado para não se cortarem, porque, se não, pegam tétano. Ou para não engravidarem. A faixa exclusiva de ônibus está aí, enche a boca o Governador para tentar iludir a população de que mora numa cidade moderna, cheia de infraestrutura. Mas a tal faixa passa pelo lado esquerdo da pista, com as paradas no mesmo lado, mas as portas dos ônibus ficam do lado direito dos veículos! E o povo, cansado que está por causa do trânsito e das extenuantes jornadas de trabalho, acha ruim, mas não protesta, porque o fim de semana está chegando e tem que descansar. 

Por fim, não há casa, nem diversão, nem saúde. Quando se chega a um ponto em que se tem de pagar R$ 3.000,00 pelo aluguel um apartamento de 2 quartos no Plano Piloto, R$ 500,00 reais em um ingresso de circo ou de show e não há quem atenda nos hospitais públicos, e particulares, como se viu recentemente, é preciso parar e questionar. Afinal, para que servem os R$200 bilhões de dólares que o povo já pagou esse ano ao Estado? Isso, em pleno fevereiro de 2012. 

Talvez esse dinheiro esteja sendo usado para aumentar uma piscina no Lago Sul, na casa de um desses argentários deputados distritais (que servem pra quê?), que, além de aumentarem suas verbas indenizatórias de R$ 11 mil para R$ 20 mil, agora têm um carro só para servi-los. As Excelências não podem reclamar de nada. 

Tudo isso, aliado ao que foi mencionado no primeiro parágrafo - falta de educação - , gera um povo mesquinho, sem responsabilidade social, que não gosta de estudar e que não se importa com as mazelas de que sofrem, dando risada quando se fala delas. O plano parece perfeito. Continuamos assim, e os brasileiros, se nada for feito nos próximos anos, acabarão. E as Excelências? Estarão em Miami, Paris ou outro lugar aonde o povo não pode chegar. 

O único que pode salvar o povo de si mesmo é o próprio povo, que não deve perpetuar o que a própria legislação já limita, que é o tempo de mandato de autoridades aproveitadoras. Mas voto consciente só começa com educação de qualidade. E lá vamos nós ao ciclo novamente. Pensa, DF, pensa, Brasil!